Rubiales suspenso por três anos

Getty Images

Na passada segunda-feira, o Comité Disciplinar da FIFA decidiu suspender Luis Rubiales, antigo presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), de qualquer atividade ligada ao futebol, tanto a nível nacional como internacional, por um período de três anos.

Esta decisão é uma resposta aos acontecimentos durante as celebrações do Mundial de futebol feminino a 20 de agosto, onde Rubiales beijou a jogadora Jenni Hermoso sem o seu consentimento, ação que gerou uma onda de críticas.

Artigos relacionados:

France Football justifica ausência de Cristiano Ronaldo da Bola de Ouro

Luis Suárez regista mais um recorde e corre “atrás” de Ronaldo e Messi

Segundo o comunicado da FIFA, “Rubiales foi informado hoje acerca da decisão tomada pelo Comité Disciplinar. Consoante o Código Disciplinar da FIFA, ele dispõe de dez dias para solicitar os detalhes fundamentados da decisão. Caso o faça, a explicação será divulgada em legal.fifa.com. A decisão, no entanto, ainda pode ser alvo de recurso perante o Comitê de Apelações da FIFA. A FIFA reafirma o seu firme compromisso em salvaguardar a integridade de todos e em assegurar que as normas de comportamento sejam cumpridas.”

Vale lembrar que, apesar de inicialmente se recusar a abandonar a presidência da RFEF, a pressão exercida por jogadores, técnicos e fãs levou Rubiales a resignar. Mesmo assim, defendeu que a sua ação não constituiu qualquer infração grave.

Cerca de dois meses depois deste incidente controverso, a FIFA tomou a decisão de afastar Luis Rubiales das funções ligadas ao futebol por três anos.

Leia também:

Verstappen volta a dominar e vence GP do México marcado por vários incidentes

Miguel Oliveira forçado a abandonar o GP da Tailândia

Outras notícias